1° dia da novena de Santa Clara


O PONTO DE PARTIDA
Palavra do dia: CARTA Símbolo: FOLHA EM BRANCO E CANETA
Canto (à escolha)

TEXTO-BASE - “Na segunda Carta a Inês de Praga, Santa Clara fez uma exortação premente: “Não perca de vista seu ponto de partida” (2 Ctln 11). Para entender toda a força do que ela quis dizer, é preciso ter em conta que essa carta era uma resposta a uma questão também premente de Inês sobre o que deveria fazer diante de uma ordem recebida do Papa para que tivesse propriedades. Para Clara, não querer propriedades estava no núcleo de seu compromisso de amor pessoal com Jesus Cristo...” ( p. 105).
NB.: Lembramos o título do texto-base a que se vai referir e que foi publicado pela Família Franciscana: Santa Clara de Assis e de hoje: Caminho de Unidade.

ORAÇÃO INICIAL (Própria do Ano Clariano)
Comentarista - A carta que se escreve pode ser uma forma de expressão do amor, que por isso revela muito do nosso íntimo. No dia de hoje, primeiro dia da novena, vamos rezar por todas as pessoas que têm coragem de expressar seus sentimentos. Vamos rezar também para que mais e mais pessoas se sintam tocadas pelo amor de Deus e procurem expressar este amor através das cartas, deixando-se conhecer um pouco, como fez Santa Clara.
Voz 1 - Santa Clara, em suas cartas, mostra-se muito livre para exprimir o que lhe vai no coração. Escreve a respeito do que vive. Jesus Cristo sempre foi tema constante de seus escritos, porque ela já estava totalmente impregnada de seu amor, e esse amor se transformava em letras, em palavras, em parágrafos. Iniciava as cartas sempre com palavras delicadas e elogiosas à destinatária e grande humildade em relação à sua própria pessoa. A segunda carta a Inês de Praga assim começa:
Todos – “Clara, serva inútil e indigna das pobres damas, saúda dona Inês, filha do Rei dos reis, serva do Senhor dos senhores, esposa digníssima de Jesus Cristo e por isso rainha nobilíssima, augurando que viva sempre na mais alta pobreza” (2CtIn 1-2).

Texto Bíblico – Primeira Carta de São Paulo aos Coríntios 1, 1-6
Leitor – “Paulo, apóstolo de Jesus Cristo por chamamento e vontade de Deus, e o irmão Sóstenes, à Igreja de Deus, que está em Corinto, aos fiéis santificados em Jesus Cristo, chamados à santidade, juntamente com todos os que, em qualquer lugar que estejam, invocam o nome de Nosso Senhor Jesus Cristo, Senhor deles e nosso; a vós, graça e paz da parte de Deus, nosso Pai, e da parte do Senhor Jesus Cristo! Não cesso de agradecer a Deus por vós, pela graça divina que vos foi dada em Jesus Cristo. Nele fostes ricamente contemplados com todos os dons, com os da palavra e os da ciência, tão solidamente foi confirmado em vós o testemunho de Cristo.” Palavra do Senhor. T - Graças a Deus.

Comentarista - A Bíblia está pontilhada de mensagens, algumas duras de se ouvir, mas sempre mensagens buscando mostrar o grande amor de Deus por toda a humanidade. Tal como nas cartas de Clara, mostram no início quem escreve e quem receberá a carta e, nas linhas e entrelinhas, mostram o amor de Deus que os une.
Voz 2: Clara se deu ao trabalho de escrever cartas. Conhecemos as quatro que escreveu a Inês, princesa de Praga. Diz-se que escreveu também a Ermentrudes de Bruges. Houve tempos em que as pessoas se compraziam a escrever longas e belas cartas. Muito se ficou sabendo a respeito de cartas que artistas, músicos e governantes se trocaram. Não poucas dessas cartas foram publicadas e são verdadeiras joias literárias. No caso de Clara, o teor era a transmissão do carisma vivido em São Damião.
Reflexão: Qual a relação entre o início da carta de Clara e a de Paulo?
Utilizando o símbolo do dia: diante dos nossos olhos, estão uma folha de papel em branco e uma caneta. Olhemos para essa folha como se estivéssemos a contemplar nosso interior. Devemos estar assim: vazios das coisas do mundo, para abrir espaço para Deus no coração.
Vamos escrever uma carta exprimindo nosso amor. Amor ao irmão, amigo, pai, mãe, avô, avó, enfim, a uma pessoa importante em nossa vida. Vamos deixar o amor de Deus fluir através das palavras. Vamos dar vida a essa folha de papel em branco. E, quando entregarmos essa folha para alguém, esse alguém receberá um pedacinho nosso, e o amor de Deus interligará esses dois seres. Seríamos capazes de escrever uma carta descrevendo nossa intimidade com o Senhor? Se for oportuno partilhar em grupo o que se escreveu.
(Obs: Se o grupo preferir, a carta poderá ser escrita para alguém que esteja presente na novena e entregue no momento da oração.)
Oração final - Adeus, irmã querida, senhora minha pelo Senhor, que é seu esposo. Em suas piedosas preces, procure lembrar-se de mim e de minhas Irmãs, que nos alegramos com os bens
que o Senhor realiza em você por sua graça. Recomende-nos também, e muito, às suas Irmãs. (2CtIn 24-26).
Canto (à escolha)
Benção de Santa Clara: O Senhor todo poderoso vos abençoe; volte para vós os seus olhos misericordiosos e vos dê a sua paz. O Senhor derrame sobre vós as graças em abundância, e, no céu, vos coloque entre seus santos.
Todos - Amém.
Texto seleto
Forma de vida dada por Francisco a Clara e suas irmãs
“Vendo o bem-aventurado pai que não temíamos nenhuma pobreza, trabalho, tribulação, humilhação e desprezo do mundo, antes tínhamos tudo isso como prazer, movido de piedade, escreveu-nos uma forma de vida deste modo: ‘Visto que por divina inspiração vos fizestes filhas e servas do altíssimo e sumo rei, o Pai celeste e desposaste o Espírito Santo, escolhendo viver segundo a perfeição do santo Evangelho, quero e prometo por mim e por meus irmãos, ter sempre por vós diligente cuidado e especial solicitude, como tenho por eles’. Cumpriu diligentemente enquanto viveu e quis que fosse sempre cumprido pelos frades”
Forma de vida de Santa Clara, cap. VI

Questão:
Quais os elementos básicos a serem destacados nas linhas da Forma de Vida agora transcritas?
1° dia da novena de Santa Clara 1° dia da novena de Santa Clara Reviewed by Juventude Franciscana Florianópolis on 2.8.12 Rating: 5

Nenhum comentário:

Deixe aqui o seu comentário! A Juventude Franciscana alegre-se em receber sua mensagem! Gratidão! Paz e Bem.

Jéssica Pires