Agosto de Clara!

-->
Como preparação para o Jubileu Clariano, a Família Franciscana do Brasil prevê uma série de atividades neste mês de agosto. Em Santa Catarina, por exemplo, Franciscanos(as) de todo o estado se reunirão no clube Antares, na cidade de Rodeio, durante todo o dia 19/08, para celebrar a vida de Santa Clara.
Como forma de preparação e convite para o evento, o estandarte de Clara de Assis percorreu todas as Fraternidades catarinenses, desde o mês de março.
Para o dia 11/08 (dia de Santa Clara), a FFB sugere que todas as Fraternidades façam uma novena, que será exposta todos os dias neste blog, a partr de amanhã. Participe conosco!
1212- 2012

A 11 de agosto de 1253, morria, em Assis, Clara, filha dos Favarone. No mosteiro de São Damião, onde vivera por mais de quarenta anos, reuniu-se todo o povo da cidade e das regiões vizinhas. A fama de sua santidade já se tinha espalhado e devotos e curiosos vieram prestar-lhe a última homenagem e assistir à transladação de seus restos mortais. As autoridades da cidade acharam por bem organizar uma escolta armada dirigida pelo próprio potestade. Também o Papa Inocêncio IV, que se encontrava então em Assis, nesta ocasião, dirigiu-se a São Damião e, com ele, toda a cúria. Durante a cerimônia das exéquias e da transladação dos restos mortais para São Jorge (igreja que se situava dentro das muralhas da cidade e onde permanecera, durante algum tempo, o corpo de São Francisco), aconteceu fato insólito: no momento em que os frades menores tinham começado a recitar o ofício dos defuntos, o Papa os interrompeu e os convidou para que celebrassem imediatamente o ofício das santas virgens.
Marco Bartoli
Clara de Assis
FFB Ed. Vozes, 1998, p. 13

Clara nunca foi tão atual. Ela se posta diante de nós como a mulher franciscana, a contemplativa, a irmã de suas irmãs, aquela que une em sua pessoa homens e mulheres que desejam buscar a santidade nas pegadas de Francisco de Assis. Celebrar os oitocentos anos do carisma de Clara significa fixar nosso olhar no “ponto de partida” desta mulher ímpar, de Francisco e de cada um de nós.
Queremos, nesta novena, contemplar alguns aspectos da trajetória dessa mulher que ilumina, acentuando o tema da unidade. Clara é caminho de unidade. Vivemos em um mundo de pluralismo, de perplexidade diante de tantas sendas que se descortinam diante de nós, de tantos pareceres díspares, de tantas opiniões contraditórias. Clara, a partir da contemplação do Cristo no espelho do presépio, da cruz e da ressurreição, une aquilo que é diverso sem eliminar a riqueza dos variegados dons do Altíssimo e bom Senhor, desse Pai das misericórdias, que nos arrancou das trevas e nos transferiu para seu mundo admirável. Clara irmã, contemplativa, guardiã da herança de Francisco, corajosa defensora de seus direitos de seguir o Evangelho numa vida de pobreza, está diante de nossos olhos. São oitocentos anos do carisma.
Buscar unidade na diversidade, ultrapassar conflitos, promover o diálogo, vencer barreiras de ódio. O mundo hoje clama por tudo isso, mas não era diferente no tempo de Santa Clara. Os problemas de ontem e de hoje têm origem no coração humano, vazio de Deus. É preciso preenchê-lo. Que Clara nos ajude.
Vamos rezar nestes nove dias, pedindo a Deus, por intercessão de Santa Clara, luzes para entender os caminhos que devemos trilhar na busca de respostas para os desafios de seguir os passos de Jesus nos passos de Francisco e de Clara. A unidade se consegue quando pessoas diferentes, grupos antagônicos, se encontram e permitem que o amor flua. A unidade se alcança quando ficamos cheios do fogo de Jesus, que pediu ao Pai que fôssemos um, com ele e com os irmãos.
Para esse encontro, temos que nos esvaziar das coisas do mundo, vivenciando a pobreza, e, com a alegria, que vem do coração repleto de Deus, caminharmos na direção do outro, com leveza.
Todos almejam a unidade, mas não a buscam em sua essência. A oração é o caminho santo para se alcançar esse objetivo, culminando com a benção.

ORAÇÃO DOS 800 ANOS DO CARISMA CLARIANO (para todos os dias)

A – Ó Altíssimo Pai celestial, por vossa misericórdia e graça, iluminastes vossa serva Clara de Assis, com o esplendor do Cristo Ressuscitado, seu amado esposo, a fim de que, por uma vida vivida no amor, brilhasse como luz para os irmãos e irmãs de ontem e de hoje.

B – Ouvindo o vosso chamado, seguindo o exemplo de Francisco, Clara trocou a nobreza pela pobreza e, na penitência em São Damião, com jovial alegria, viveu no silêncio, na contemplação e na fraterna comunhão.

A – Bendito sejais, Altíssimo Pai, pelas mulheres e homens, que nestes oitocentos anos abraçaram o ideal de vida de Santa Clara e de São Francisco. Por seu testemunho, iluminaram os caminhos da missão e da paz, radiantes de alegria e de esperança.

B - Concedei Senhor, à Família Franciscana do Brasil, seguir o caminho da simplicidade, da humildade fraterna, da pobreza numa vida honesta e santa, alimentada pelo pão da Palavra e da Eucaristia, solidária com os pobres e excluídos.

Todos – Iluminados pela luz do vosso Espírito que, em Clara de Assis, brilhou como o sol, jamais percamos de vista o ponto de partida, da íntima unidade com Jesus Cristo, o irmão e pobre do presépio e da Eucaristia. Amém.
Agosto de Clara! Agosto de Clara! Reviewed by Juventude Franciscana Florianópolis on 1.8.12 Rating: 5

Nenhum comentário:

Deixe aqui o seu comentário! A Juventude Franciscana alegre-se em receber sua mensagem! Gratidão! Paz e Bem.

Jéssica Pires