2° dia da novena de Santa Clara


CLARA DE ASSIS UM CAMINHO DE LUZ
Palavra do dia: MATERNIDADE Símbolo: VELAS (luz)
Canto (à escolha)

TEXTO BASE – “A partir da acolhida de sua própria humanidade, de uma ampla visão, preocupação e corresponsabilidade eclesial, certo conhecimento da vida monástica, de um profundo discernimento e inspiração divina, Clara, generativamente, desenvolveu e, intensamente, assumiu, de modo criativo, seu instinto materno espiritual (cf LSC 38). Ela gestou um feminino e original estilo de vida monacal, estruturalmente caracterizado por diferentes relações, expressas, sobretudo, pela delicadeza, respeito e igualdade no servir generoso e no cuidado materno/sororal com as coirmãs e as pessoas, pobres, doentes e excluídas”. (Texto-base da FFB, p. 97).

ORAÇÃO INICIAL – (própria do Ano Clariano)
Comentarista - Ser mãe é fazer experiências, à primeira vista contraditórias, de dor e alegria. As dores do parto são das mais intensas que possam ser experimentadas. A alegria, porém, que se segue não se compara a nenhuma outra. Dor e alegria trazem à lembrança São Francisco de Assis, quando pediu a Cristo duas graças: sentir, na alma e no corpo, as dores da Paixão e sentir, no coração, o amor tão profundo de que Cristo estava inflamado, para suportar tão grandes dores. Santa Clara não foi mãe no sentido corporal, mas carregou em si o Cristo, seguindo seus passos,
e dando à luz a muitas outras vidas: mulheres que foram ao seu encontro, para, através dela, encontrarem o Cristo pobre, crucificado e glorificado. Esta experiência, ela passa a Santa Inês de Praga, em sua terceira Carta:
TODOS - Assim como a gloriosa Virgem das virgens O trouxe materialmente, assim também você, seguindo seus passos, especialmente os da humildade e pobreza, sem dúvida alguma, poderá trazê-lo espiritualmente em um corpo. Casto e virginal. Você vai conter quem pode conter você e todas as coisas, vai possuir algo que, mesmo comparado com as outras posses passageiras deste mundo, será mais fortemente seu (3CtIn 24-26).
VOZ 1 - Santa Clara seguiu os passos de Jesus e foi sempre obediente aos seus ensinamentos. Com palavras de Santa Clara, rezemos, pedindo a Maria Santíssima que nos ajude a entender o que Jesus quer da humanidade:
A - Trate de meditar sempre nos mistérios da cruz e nas dores de sua Mãe, que estava ao pé da cruz.
T- Ensina-nos Maria a fazer o que ele disser.
B- Ame com todo coração a Deus e a seu filho Jesus, crucificado por nós pecadores, sem permitir que Ele saia de sua recordação.
T- Ensina-nos Maria a fazer o que Ele disser.
C - Ore e vigie sempre. Complete apaixonadamente a obra que você começou bem.
T- Ensina-nos Maria a fazer o que Ele disser.
D- Dê conta do serviço que você assumiu na santa pobreza e na humildade sincera.
T- Ensina-nos Maria a fazer o que Ele disser.
Texto Bíblico (Lucas 1 28-35)
C- Maria é Mãe de Deus e da Igreja, modelo para Clara e para todos nós. Seu sim a Deus tornou-a personagem de uma grande história de amor, história do amor de um Deus apaixonado pela humanidade.
LEITOR – Naquele tempo, entrando o anjo, disse-lhe: “Ave, cheia de graça, o Senhor é contigo”. Perturbou-se ela com essas palavras e pôs-se a pensar no que significaria semelhante saudação. O anjo disse-lhe: “Não temas, Maria, pois encontraste graça diante de Deus. Eis que conceberás e darás à luz um filho, e lhe porás o nome de Jesus. Ele será grande e chamar-se-á Filho do Altíssimo, e o Senhor Deus lhe dará o trono de seu pai Davi; e reinará eternamente na casa de Jacó, e o seu reino não terá fim.” Maria perguntou ao anjo: “Como se fará isso, pois não conheço homem?” Respondeu-lhe o anjo: “O Espírito Santo descerá sobre ti, e a força do Altíssimo te envolverá com a sua sombra. Por isso o ente santo que nascer de ti será chamado Filho de Deus. Palavra da Salvação - T - Glória a vós, Senhor.
Reflexão: A mãe é fonte de vida. As pessoas que não geraram podem dar à luz. Santa Clara nos mostra que é possível dar à luz as pessoas que estão a nossa volta. Vamos, neste momento, fazer uma breve experiência de dar luz, acendendo uma vela e entregando para alguém do grupo, com uma oração e um elogio. No mundo de hoje, faltam elogios, precisamos elogiar mais, ressaltar o que as pessoas têm de bom.
Quais as luzes e sombras que incidem sobre as mães em nossos tempos?
O que significaria gerar filhos espirituais?
Oração final - Clara santa cheia de claridade, Irmã de São Francisco de Assis, intercede pelos teus devotos que querem ser puros e transparentes. Teu nome e teu ser exalam o perfume das coisas inteiras e o frescor do que é novo e renovado. Clareia os caminhos tortuosos daqueles que se embrenham na noite do próprio egoísmo e nas trevas do isolamento. Clara - irmã de São Francisco- coloca em nossos corações a paixão pela simplicidade, a sede pela pobreza, a ânsia pela contemplação. Santa Clara ilumina os passos daqueles que buscam a claridade! Amém!
Canto (à escolha)
Benção de Santa Clara - O Senhor todo poderoso vos abençoe; volte para vós os seus olhos misericordiosos e vos dê a sua paz. O Senhor derrame sobre vós as graças em abundância, e, no céu, vos coloque entre seus santos.
Todos – Amém
Texto seleto
O Carisma fundacional
O Carisma fundacional de uma família religiosa, como a Família Franciscana, resulta de uma experiência do Espírito, que se torna experiência fundante e que, em seguida, passa aos discípulos e discípulas para ser vivida, custodiada e desenvolvida em proveito do Povo de Deus e do Reino. É claro que, nos fundadores e fundadoras, existe uma especificidade do carisma, que lhes é própria e exclusiva. É claro também que o carisma transmitido não é nenhuma camisa de força, inflexível a ser reproduzido repetitivamente, na marra, mas um bom benfazejo, aberto à dinâmica permanente do Espírito, que impele as pessoas a recriarem, no tempo presente, uma história parecida com a das origens, sob o influxo do mesmo Espírito. O discernimento espiritual é imprescindível para a fidelidade criativa ao carisma dos fundadores.
Reviver o sonho de Francisco e Clara de Assis no chão da América Latina e do Caribe (Doc. FFB, 2008)

Questões:
Quais traços da vida das irmãs pobres de São Damião de ontem podem e devem ser vividos hoje pela Família Franciscana?
O que pode bem significar fidelidade criativa ao carisma fundacional?
2° dia da novena de Santa Clara 2° dia da novena de Santa Clara Reviewed by Juventude Franciscana Florianópolis on 3.8.12 Rating: 5

Nenhum comentário:

Deixe aqui o seu comentário! A Juventude Franciscana alegre-se em receber sua mensagem! Gratidão! Paz e Bem.

Jéssica Pires