A Tradição dos Pães de Santa Clara



Em várias partes do mundo, as clarissas e as igrejas franciscanas tem o costume de oferecer ao povo no dia de Santa Clara pães bentos. Esse costume tem sua raiz em um fato acontecido na vida da santa, narrado no número 33 dos Fioretti: “Santa Clara, devotíssima discípula da cruz e preciosa plantinha do bem-aventurado Francisco, era de tamanha santidade que, não só bispos e cardeais, mas também o sumo pontífice desejava vê-la e ouvi-la afetuosamente e a visitava muitas vezes. Pois uma vez o papa foi ao mosteiro de Santa Clara, para ouvir dela, que era um sacrário do Espírito Santo, os colóquios celestes e divinos. Tendo os dois falado longamente sobre a salvação da alma e o louvor divino, Santa Clara fez que nesse meio tempo preparassem pães para todas as Irmãs nas mesas, pensando em deixá-los para serem benzidos pelo vigário de Cristo. Então, no fim da conversa santíssima, Santa Clara ajoelhou-se com grande reverência e rogou ao sumo pontífice que se dignasse abençoar os pães colocados nas mesas. Mas o papa respondeu: “Irmã Clara fidelíssima, quero que tu abençoes estes pães e faças sobre eles o cruz do Cristo bendito, a quem te ofereceste inteira em um sacrifício do fundo do coração”. Ela disse: “Pai santíssimo, poupe-me, eu mereceria a maior repreensão se, diante do vigário de Cristo, eu, que sou uma vil mulherzinha, tivesse a presunção de dar essa bênção”. Mas o papa respondeu: “Para que tenhas mérito, além de não merecer repreensão, ordeno pela santa obediência que faças o sinal da cruz sobre estes pães e os abençoes no nome do Senhor”. Ela, como verdadeira filha da obediência, abençoou com toda devoção os pães, fazendo sobre eles o sinal da cruz. Foi certamente admirável, porque imediatamente apareceu em todos os pães um sinal da cruz belíssimo! Muitos deles foram comidos com a maior devoção e alguns guardados para a posteridade por causa do milagre. Além disso, o papa, muito admirado com a cruz virtuosa feita pela esposa de Cristo, primeiro deu graças a Deus e depois abençoou consoladoramente a bem-aventurada Clara.”
Há também um fato citado no Processo de Canonização, que nos revela como a confiança de Santa Clara na Providência divina multiplicou o pão para alimento das irmãs. “Irmã Cecília disse que um dia as Irmãs só tinham meio pão, pois a outra metade tinha sido mandada aos frades que estavam ali fora. A senhora mandou à testemunha que cortasse cinqüenta fatias e as levasse para as Irmãs, que tinham ido para a mesa. Então a testemunha disse a dona Clara: “Para tirar cinquenta fatias disto seria necessário aquele milagre do Senhor, dos cinco pães e dois peixes”. Mas a senhora respondeu: “Vá fazer o que lhe disse”. E o Senhor multiplicou aquele pão de modo que rendeu cinquenta fatias boas e grandes, como Santa Clara tinha mandado.”



Bênção do Pão de Santa Clara

Pai clementíssimo e providente, revelastes admiravelmente a vossa providência a Santa Clara, que desejava viver de forma radical a pobreza de vosso Filho Jesus Cristo; concedei que possamos receber os benefícios de vossa paternal e providente assistência em nossas necessidades, pela intercessão dela, e que possamos aplicar ao nosso modo de viver o que nela vemos e admiramos.

Bendito sois, Senhor, nosso Deus, que encheis o mundo com a vossa bênção; concedei aos vossos filhos e filhas, que vão comer deste pão abençoado, terem sempre o alimento corporal necessário, e abundância das graças celestes, para terem progresso constante no vosso amor e na busca das coisas divinas.

O Senhor atenda à nossa devoção e, por sua misericórdia, vos conceda sempre o pão e todo alimento necessário. Ele vos conceda vida tranqüila e abundância de todos os bens. A sua misericórdia vos socorra na terra para terdes o merecimento da bem-aventurança no céu.

Por Cristo, nosso Senhor. Amém!

Abençoe o Senhor, pela intercessão de Santa Clara, este pão!
Em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo! Amém!
(aspergir com água benta)


A Tradição dos Pães de Santa Clara A Tradição dos Pães de Santa Clara Reviewed by Juventude Franciscana Florianópolis on 11.8.16 Rating: 5

Nenhum comentário:

Deixe aqui o seu comentário! A Juventude Franciscana alegre-se em receber sua mensagem! Gratidão! Paz e Bem.

Jéssica Pires