Yoga, Cristianismo e São Francisco de Assis


Comecei a alguns meses a prática de Yoga. Por ser portadora de Endometriose e estar com a ansiedade a mil fui indicada para a atividade. No entanto, o Yoga tem-se revelado uma fonte de inspiração na minha vida, eu tenho me conhecido mais e cultivado mais facilmente o silêncio. Mas fico pensando, até as vezes por ser questionada, sobre até que ponto a prática do Yoga é compatível com a minha religiosidade cristã. A Yoga é sempre relacionada as religiões orientais… Porém é fácil perceber que os valores e princípios do Yoga são transversais a qualquer religião ou culto que valorize o amor e a vida. Não falamos de Deuses, falamos de Irmão Sol, Mãe Terra, Irmã Lua... Mas mesmo assim resolvi pesquisar e conhecer mais e aqui compartilho alguns achados... ;)

É comum nos dias de hoje, sempre que falamos em "yoga", as pessoas pensarem em posturas e Onssss...

Porém, yoga é um termo sânscrito cuja origem etimológica vem da Índia e significa "união". Mas união do que? De que? Segundo Paramahansa Yogananda, considerado "Pai da yoga no Ocidente", yoga é a união da alma com Deus (o Espírito em cada um de nós).

Lembremos das palavras de Jesus em Lucas 17: 20-25 quando afirma aos fariseus que "O reino de Deus está dentro de vós" e quando Paulo apóstolo em 1 Cor 3: 16,17 confirma ao escrever: "Não sabeis vós que sois o Templo do Espírito e que o Espírito de Deus habita em vós? Pois o Templo de Deus é santo e esse Templo sois vós."

Isso é yoga. A yoga está presente no lado interno de todas as grandes tradições, pois é a união íntima de nosso ser com Deus dentro de nós.

É nesse espírito de unidade que a tudo permeia e a tudo transcende que São Francisco de Assis viveu. Ele percebeu a imanência e a transcendência de Deus.

Ao declarar o sol como irmão, à lua como irmã, ao fogo, ao vento, ao pássaro, à agua e a todos os seres animados ou não nessa mesma irmandade, Francisco de Assis percebeu Deus em tudo.


Leia mais aqui... 


Na internet encontrei alguns sites sobre Yoga Cristã (http://padreharoldo.blogspot.com.br/p/yoga-crista.html) e em um livro do Professor Hermogénes li como a prática e os princípios do Yoga são plenamente compatíveis com o cristianismo. 
Um monge católico da Bélgica, diante dos frutos de sua experiência pessoal, escreveu um dos mais belos livros sobre Hatha Yoga: Yoga para Cristãos. É um documento válido para demonstrar que, sem qualquer contraindicação sectária, o Yoga é o caminho real para o cristão. Eis o testemunho desse autor: "Poucos são os homens verdadeiramente sensíveis à presença de Deus em seu coração... pela dificuldade de encontrar calma propícia a seu diálogo com Deus".[1]
Questionei-me também se São Francisco de Assis também não seria um percurssor dessa prática e encontrei o seguinte livro Francisco, o grande yogi de Assis, Alexandre Campelo [4] e sua introdução é a seguinte:






Livros



A Yoga tem me ajudado a meditar melhor e em sua prática encontra-se momentos propícios para a oração com pedidos e agradecimentos, além da contemplação da vida. Convido-vos a ler um mensagem de um padre católico praticante de Yoga, Padre Zezinho, realizado no IX Congresso Brasileiro de Yoga, setembro de 1998, organizado pela ABPY


«Muitas pessoas perguntam-e se um cristão pode praticar Yoga, o qual inadvertidamente identificam como uma religião ou uma filosofia estranha. Não falta, inclusive, quem considere o yoga um caminho que, segundo elas, pode afastar alguém da fé. Deixarei aqui registrado meu depoimento como padre católico. Aprendi com o Yoga durante o período em que precisei, de maneira especial, dessa disciplina para superar uma extrema tensão e cansaço. As leituras dos livros do Professor Hermógenes, que mais tarde conheci pessoalmente e a quem muito prezo, foram, sem sombra de dúvida, um caminho que até hoje me devolvem o controlo de mim mesmo em situações difíceis. Junto à Bíblia, tornou-se os seus livros ajudam-me a permitir que as tensões não se somatizem. Em nenhum momento ninguém, nem livro algum me influenciou negativamente ou desviou a minha fé em Jesus e na minha Igreja. Só cresci com essa disciplina. Hoje, quando me perguntam sobre o Yoga, respondo que é um conceito de vida rico em sabedoria, não importa de onde ou de quem tenha vindo, porque sei que nele está o dedo de Deus. O verdadeiro mestre de Yoga é como o verdadeiro pregador do cristianismo. Oferece um caminho e respeita os passos e a direção de quem o ouve. Se alguma vez o Yoga influenciou algum cristão, imagino que não tenha sido para o erro. A pessoa provavelmente já devia estar confusa. Yoga e cristianismo são duas disciplinas que só me fizeram bem. Continuo um evangelizador sereno e tudo o que li e aprendi jamais me levou ao conflito. Fiz as minhas escolhas como Paulo, que soube aprender e até elogiar outras culturas. Cristãos serenos aprendem com a serenidade dos outros. Os menos serenos procuram com uma lente de aumento os defeitos dos outros e fazem de tudo para não aprender. Gostam muito de ensinar, mas negam-se a aprender. E isso não deixa de ser um tipo de fanatismo. Nunca tive dificuldade em assimilar o que é bom em todas as filosofias e práticas de outros povos. Nunca foi necessário fazer concessão da minha fé em Jesus. uando alguns católicos me perguntam se podem praticar Yoga, eu pergunto-lhes se alguma vez já jogaram futebol ou fizeram ginástica. Respondem que sim ¨Assimilaram os outros desportos… e não deixaram de ser cristãos¨ Lembro que o Yoga tem conceitos vindos de outras culturas, mas estes podem ser tranquilamente adaptados ao nosso modo cristão de ver a vida. O cristianismo tem muito a ensinar, mas tem muito a aprender também com outras culturas. Ser evangelizado subentende isso: é elogiar as flores dos outros e até plantá-las no próprio jardim. O Yoga é dessas riquezas que fazem bem, quando a cabeça é boa e o coração sereno. O mundo esta cheio de gente sábia. O professor Hermógenes e seus amigos sabem o quanto eu respeito sua sabedoria. O mundo teria mais saúde física e mental se os ouvisse. Que Deus os ilumine!», Padre Zézinho



Deus é suficientemente sábio e bondoso para socorrê-lo da maneira mais eficiente. Veja um exemplho de Prece Yogue




Em cada altar de sentimento, 
de pensamento e de vontade,
oculto moras Tu.
Oculto moras Tu, 
pois Tu és sentimento, vontade e pensamento.
Tu, que os guias,
faz com que saibam seguir-Te, faz com que Te sigam,
para que sejam como Tu és.
No templo da consciência,
a Luz, Tua Luz, tem estado sempre,
mas eu não soube vê-la.
O templo resplandece e está íntegro.
Sonhei que o minavam
o medo, a ansiedade, a ignorância.
Agora que me despertaste,
agora que me tens despertado,
encontro o templo íntegro.
Encontro o templo íntegro,
e nele quero adorar-Te.
E nele quero adorar-Te…
Amo-Te no coração.
Amo-Te nas estrelas e nos seres humanos.
Amo-Te em todos os animais e plantas,
nas células de meu corpo.
E, no corpo, nas estrelas, na nebulosa…
quero adorar-Te.
Quero adorar-Te em toda parte.
Tua vontade divina,
que se fez humana em mim,
brilha em mim, brilha em mim.
Eu quererei e desejarei,
pensarei e agirei,
guiado sempre por Ti.
Eu quererei e agirei
com vontade plena;
pleno de Ti…

Faz-nos qual crianças, Pai,
pois delas é o Teu Reino.
Tu nos queres perfeitos.
Como és Tu perfeito, assim o somos:
Em corpo, em mente e em saúde,
igual ao que Tu és.
Tu és perfeito, Pai,
e somos filhos Teus.
Tu estás em toda parte,
e onde estás está a perfeição.
Tu estás no altar de cada cédula,
em cada célula do corpo.
Minhas células são sãs.
Minhas células são sãs e perfeitas.
Faz com que eu Te sinta nelas,
em todas elas, em cada uma delas.

Ó, Vida de minha vida. Tu és são,
e estás em toda parte:
em meu cérebro, em meu coração,
em meus olhos, em meu rosto;
assim como em meus membros.
Tu moves meus pés.
São sãos e perfeitos.
Estás em minha pele, membranas, mucosas…

São todas sãs, perfeitas.
Tu cintilas em minha medula.
Está sã. É perfeita.
Fluis por meus nervos.
São perfeitos e sãos.

Por minhas veias e artérias Tu circulas.
São sãs e perfeitas.
Estás em meu estômago e em todas as minhas entranhas.
São sãs e perfeitas.
A saúde e a perfeição moram em minhas vísceras, aparelhos e tecidos,
pois Tu as animas e sustentas.
Todo o meu corpo é são e perfeito:
Tu nele resides.

Tu és meu e eu sou Teu.
Tu és eu. Eu sou Tu.
És meu cérebro.
Ele é lúcido e são, pois Tu és a luz e a saúde.
Minha imaginação tem poder criador;
estou são ou doente
quando assim o penso.
A cada dia, a cada hora,
tenho saúde mental e física.
Estou são e alegre.
Estou sadio e feliz.
Sonhei que me achava doente,
mas despertei e sorri.
Era apenas um sonho.
Até aqui, estava apenas sonhando 
que estava enfermo.
Estou são. Estou perfeitamente sadio.

Faz-me, Pai, sentir 
Tua vibração de amor,
pois sou Teu filho.
Pois, bom ou mau, sou Teu filho.
Faz-me, Pai, sentir 
a vibração de Tua saúde
e conhecer Tua sábia vontade.





[1] Hermógenes. Autoperfeição com Hatha Yoga, BestSeller, 2015
[2] https://vidabela.wordpress.com/2008/02/08/yoga-e-fe-testemunho-de-um-padre-catolico/
[3] http://www.hermogenesyoga.com.br/afirmacoes-cientificas-de-paramahansa-yogananda/
[4] http://www.livrebooks.com.br/francisco-o-grande-yogi-de-assis-alexandre-campelo-mfxcnkvfcjcc/pdf
Yoga, Cristianismo e São Francisco de Assis Yoga, Cristianismo e São Francisco de Assis Reviewed by Juventude Franciscana Florianópolis on 4.8.16 Rating: 5

Nenhum comentário:

Deixe aqui o seu comentário! A Juventude Franciscana alegre-se em receber sua mensagem! Gratidão! Paz e Bem.

Jéssica Pires