Franciscanos e as redes sociais


Estamos entrando na Semana da Infância Micro e Mini Franciscanos que tem como tema: redes sociais, com a indagação "Minha Imagem Pessoal se assemelha a de Cristo"?Perante isso, procurei textos pela rede que trouxessem reflexões neste sentido, o próprio subsídio proposto pela Jufra Nacional estará presente nesta coletânea, porém senti falta de um texto mais voltado ao Jovem Jufrista. Assim, através de nosso canal no Instagram @jufrafloripa (que confesso não ter tido oportunidades de atualiza-lo como faço aqui) mandei mensagem para o canal @atrevasesigasaofrancisco [que são iluminados] e pedi dicas de textos. Frei Renan Espíndola prontificou-se em auxiliar produzindo um artigo sobre as indagações que eu fiz. O resultado desta busca você pode usufruir aqui, espero que os ajude assim como me auxiliou! Paz e Bem, Jéssica Pires.


Paz e Bem, galera de Francisco! Vocês já tiveram dúvidas sobre como manipular suas redes sociais como Facebook, Instagram, Twitter e até WhatsApp, sem ferir seus princípios cristãos, franciscanos? Pois é. Esse artigo é justamente pra vocês... Vêm refletir com a gente!

Os meios de comunicação social

Como nós já sabemos, os meios de comunicação social são aqueles espaços que se dirigem a toda a sociedade humana, influenciando poderosamente a todos aqueles que os utilizam. Podemos considerar o rádio, a televisão, o cinema, os jornais, as revistas e a internet. Aqui nós vamos refletir mais sobre a internet.

A internet está presente em nossa vida de maneira muito intensa. Praticamente todos nós temos acesso diário à internet. Uma grande parcela (grande maioria) possui Facebook, Instagram, WhatsApp e muitas outras redes sociais.

Acreditem, galera, as nossas publicações influenciam a vida de muita gente ao nosso redor e longe de nós! Temos uma “faca de dois gumes” em nossas mãos, e com um click nós podemos fazer muita coisa boa, como podemos fazer muito estrago. Portanto, cautela no uso das redes é a primeira norma para o sucesso!

O YOUCAT, no número 460, nos diz que “os jovens devem avaliar se estão utilizando a mídia na liberdade e numa distância crítica, ou se já estão viciados nela”. Esse é um dado bem importante, galera! Tem muita gente que faz tratamento para curar o vício da internet. É uma realidade cada vez mais presente.

E pra falar em algo mais sério, devemos considerar que nós temos ao nosso alcance e de maneira muito fácil uma grande quantia de sites de pornografia. Está muito fácil assistir pornografia pela internet. O nosso amigo, YOUCAT, ainda no número 460, diz o seguinte: “Quem consome violência, ódio e pornografia através da mídia embrutece [torna bruto, sem vida] espiritualmente e causa prejuízos a si mesmo.” Não precisamos acrescentar, não é mesmo?

O uso das redes sociais para nós, franciscanos 

Você já adicionou São Francisco no Facebook? Tem o WhatsApp dele?  Melhor, curtiu as fotos dele no Instagram? (Risos)... Pois é, São Francisco não viveu a época em que estamos. No tempo dele não existia nada disso. Então Franciscanos e as redes sociaisomo sermos autênticos franciscanos nas redes sociais se São Francisco nunca teve um Facebook?

Para responder isso, nós pedimos ajuda de alguns escritos que se encontram nas Constituições dos Freis Capuchinhos, que também são muito válidas para nós.

Primeiro conselho: “Difundamos o anúncio de Cristo valendo-nos também dos meios de comunicação social, que oferecem grandes oportunidades de evangelização.” (Const. 156, 2). Falando na moral, galera, rede social não é para ficar postando discussão de relação, fofocas a respeito de outras pessoas, alfinetando outras pessoas direta ou indiretamente (e ainda colocar no final “se o chapéu servir, fique com ele”). Nós temos que ter presente nossos princípios, porque lá no Facebook muita gente vai nos ver. Eu não posso ser franciscano somente nos dias de encontro com o grupo. Nossa missão é comunicar a Paz e o Bem em todo lugar. Então, já sabemos, rede social é espaço para evangelizar, para dar testemunho, para difundir o bem.

Segundo conselho: “Em nossas publicações, no uso dos meios de comunicação social e na mídia, manifestemos plena adesão aos valores do Evangelho e à doutrina da Igreja”. (Const. 156, 4). Penso que isso é bem válido pra nós, jovens franciscanos. As nossas opiniões devem estar de acordo com os princípios que nós seguimos. Dia desses vimos uma publicação de um jovem leigo apoiando a pena de morte. Será que esse jovem leigo é de Deus mesmo? Deus não é a favor da vida?

Humildade e simplicidade nas redes sociais

Por fim, vale lembrar um aspecto muito importante do ser franciscano: a humildade. Em 2Cel 189, 1 temos: “O santo, com o mais desvelado empenho, pretendia [trazer] em si e amava nos outros a santa simplicidade”. Ou seja, humildade na hora de postar qualquer coisa. Não somos os donos de toda verdade, muita gente pensa diferente de nós.

Para um franciscano, vale sempre colocar-nos em nosso lugar. Não somos melhores que ninguém.
Existem também os juízes, aqueles que estão sempre criticando a ação de outros por meio das redes sociais. Para esses, podemos lembrar o que nos diz o biógrafo Celano: “Esta é aquela simplicidade que não sabe fazer ou dizer o mal. Esta é aquela que examinando a si mesma, não condena ninguém com o seu julgamento e que, entregando ao melhor o devido exercício do poder, não busca nenhum poder.” (2Cel 189, 3-4).

E por fim...

Galera, a internet e especificamente as redes sociais devem sempre nos ajudar e jamais nos atrapalhar. Se soubermos utilizá-las de maneira consciente, nada de ruim pode acontecer. Adicionem, curtam, compartilhem, celebrem, divulguem, mas sempre e em todo o momento lembrem-se: “muito cuidado com a sua vida, ela pode ser o único Evangelho que as pessoas vão ler”.

Esperamos que possa ter ajudado este pequeno subsídio. Para dúvidas, críticas, sujestões e chingamentos, nós estamos à disposição pelas redes sociais, é claro! (Risos de novo)...

Um abraço fraterno,

Paz e Bem!

Frei Renan Espíndola, OFMCap.

Pelotas, RS.

Facebook: Renan Espíndola

WhatsApp: solicitar via messenger.

Instagram: PERFIL PESSOAL: @freirenanespindola

SAV dos Freis Capuchinhos do RS: @atrevasesigasaofrancisco
Franciscanos e as redes sociais Franciscanos e as redes sociais Reviewed by Juventude Franciscana Florianópolis on 1.11.16 Rating: 5

Um comentário:

  1. Pena ainda haver poucos sites franciscanos(ou não procurei direito),a humildade e o amor fazem tanta falta na vida de muitos . Paz e bem.

    ResponderExcluir

Deixe aqui o seu comentário! A Juventude Franciscana alegre-se em receber sua mensagem! Gratidão! Paz e Bem.

Jéssica Pires