GRITO PARA MUDAR


Das cidades e dos campos,
dos porões e dos grotões,
do ventre terra e do infinito,
levanta-se do chão um grande grito.
Grito que já foi submissão muda,
grito que já foi resistência passiva,
grito que já foi gemido silenciado,
grito que já foi indignação sufocada!


Grito de crianças órfãs dos direitos,
grito de jovens e adultos sem trabalho,
grito de camponeses e índios sem terra,
grito de famílias sem lar e sem pão,
grito de migrantes sem raiz e sem rumo,
grito de negros marcados pela escravidão,
grito de idosos abandonados ao um canto,
grito que congrega a multidão dos “sem”.


Grito que forja a organização:
dor que se faz palavra,
sofrimento que se faz ação,
solidão que se faz gesto,
movimento que se faz marcha,
energia que se faz música e dança,
clamor que se faz protesto,
e vira Grito dos Excluídos!



Grito para fortalecer todas as lutas,
grito para desfraldar todas as bandeiras,
grito para erguer todos os abatidos,
grito que entrelaça todos os braços,
grito que pulsa em todos os corações.
Grito irmão gêmeo e solidário
da 4ª Semana Social Brasileira,
ambos construindo o mutirão
para mudar a história do Brasil.

7 DE SETEMBROGRITO DOS EXCLUÍDOS


Pe. Alfredo J. Gonçalves
http://www.gritodosexcluidos.org
GRITO PARA MUDAR GRITO PARA MUDAR Reviewed by Juventude Franciscana Florianópolis on 5.9.16 Rating: 5

Nenhum comentário:

Deixe aqui o seu comentário! A Juventude Franciscana alegre-se em receber sua mensagem! Gratidão! Paz e Bem.

Jéssica Pires